Você pode gerar sua Guia da Previdência Social GPS pela Internet, sem precisar ir ao Centro de Atendimento ao Contribuinte da Receita Federal.

O que antes o segurado do INSS tinha que comprar boletos em papelarias, preencher e levar até o posto de atendimento, agora pode ser gerada diretamente pelo INSS em seu site gerar e pagar a Guia GPS no conforto da sua casa.

É com esta guia, que o segurado e/ou a empresa podem efetuar o pagamento de suas contribuições sociais, podendo ser pagos diretamente em caixa lotéricas e bancos, resolvendo de forma fácil e simples o pagamento das contribuições sociais devidas a previdência.

A Guia de Previdência Social GPS pode ser gerada para um mês específico ou para um período, desde que inferior aos últimos 5 anos. Pode ser feita pelo segurado do INSS Contribuinte individual, Doméstico, Empresário, Facultativo ou Segurado Especial. Importante destacar que a Doméstica não é mais gerado pelo INSS, e sim pelo E-Social, desde a criação do ano de 2015.

Então descrevemos passo-a-passo como o segurado do INSS ou a empresa pode retirar o seu guia de forma fácil e simples. Importante prestar muita atenção em cada parte, visto que um erro poderá causar transtornos desnecessários para o trabalhador e/ou empresa.

Caso tenha ficado qualquer dúvida, ou algo no site não esteja funcionando, você pode ligar 135 e buscar mais informações sobre como retirar seu documento, ou se dirigir à uma das agências do INSS e conversar pessoalmente com os atendentes.

PASSO A PASSO PARA RETIRAR A PREVIDÊNCIA SOCIAL GPS – Guia GPS –  PELA INTERNET

Primeiramente o segurado do INSS deve entrar no site: Cálculo de Contribuições Filiados.

Assim que aparecer o site como descrito acima, o trabalhador deve escolher a categoria (Contribuinte individual, Doméstico, Empresário, Facultativo ou Segurado Especial), escrever o seu NIT (Número de Inscrição do Trabalhador), escrever em seguida o código da foto e aperte em confirmar.

OBS: A partir da data de 10/2015, o INSS não é mais competente para o recolhimento das contribuições de empregada doméstica. Informações sobre o assunto devem ser encontradas nos sites do e-Social e da Receita Federal.

previdência social gps

Apenas clique em confirmar. IMPORTANTE:Se seus dados não estiverem atualizados, a única maneira de resolver o problema é se dirigindo até uma agência do INSS para modifica-los, não há como realizar o GPS com os dados antigos, visto que acarretará problemas futuros quando os dados não corresponderem aos originais.

Em seguida, aparecerá no site esta tela:

GPS-Previdencia-social

Coloque no mês de competência, um mês antes do pretendido. Por exemplo: se hoje fosse 05/04/17, o mês de competência seria 03/2017.

O salário de contribuição é o valor sobre o qual você deseja recolher, que pode mudar entre o piso que é o salário minimo e o teto do INSS. Importante lembrar que o piso do INSS é atualizado todos os anos. Lembre-se de reconfirmar os valores colocados.

Escolha o código de pagamento e aperte avançar.

O pagamento da Guia GPS deverá ser realizado todo dia 15, caso contrario haverá encargo de multas e juros.

Guia-da-previdencia-social-GPS

Clique no quadradinho ao lado do mês de competência e clique em “gerar GPS”.

Pronto, você gerou sua GUIA GPS. Agora basta realizar o pagamento dos carnês no local mais próximo de você.

Informações para realizar a contribuição em atraso

  • 135: a Central 135 não serve para realizar contribuições em atraso da Guia da Previdência Social GPS;
  • Empregado doméstico: pode ser feito para qualquer tempo, uma vez que segue legislação própria que leva em consideração o salário registrado na carteira de trabalho;
  • Facultativo: o facultativo que tenha deixado de recolher só pode calcular sua contribuição pela Internet se ainda possuir qualidade de segurado (seis meses). Para o cálculo de competências vencidas há mais de 6 meses é preciso procurar uma Agência da Previdência Social, para confirmar se entre uma contribuição e outra não houve intervalo sem contribuição superior a 6 meses;
  • Contribuinte individual: pode calcular contribuições em atraso pela Internet, a partir do primeiro recolhimento em dia nessa categoria ou do cadastro da atividade na Previdência Social, e desde que em período inferior aos últimos cinco anos fiscais. Para o cálculo de períodos mais antigos o contribuinte deve se dirigir ao INSS a partir do dia 16 de cada mês;
  • Comprovação de atividade: se o Contribuinte Individual não tiver atividade cadastrada na Previdência Social, não possuir o primeiro recolhimento em dia ou quiser efetuar recolhimento de período decadente, poderá solicitar o recolhimento em atraso nas Agências da Previdência Social mediante comprovação do exercício da atividade durante o período em que está em débito.

Ficou alguma dúvida?

Em caso de dúvidas, ligue para a Central de Atendimento do INSS pelo telefone 135.

O serviço está disponível de segunda a sábado, das 7h às 22h (horário de Brasília).

O atendimento da Previdência Social é simples, gratuito e dispensa intermediários.

Compartilhar com amigos:

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário