consulta de pagamento do INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social – INSS é uma autarquia federal que tem como objetivo ser responsável pela consulta consulta de pagamentos do INSS e a concessão de benefícios.

Mas para que isso ocorra é necessário que haja uma contraprestação por parte do trabalhador que deve realizar mensalmente sua contribuição para o Instituto.

Fazendo isso, ele terá pleno direito, após se encaixar nos requisitos específicos de cada um para solicitar o seu benefício.

A consulta do pagamento do seu INSS pode ser visualizada de maneira rápida e simples.

Pagamento esse que pode ser feito pelo empregado, caso seja um trabalhador autônomo ou pelo seu empregador, caso seja um empregado celetista.

Para saber como realizar a consulta de  pagamento INSS e quais são os principais benefícios previdenciários existentes no país, além de outros detalhes sobre o tema, fique conosco e leia todo o texto.

CONSULTA DE PAGAMENTO INSS

No passado, todos os atos que o contribuinte queria realizar a consulta de pagamentos INSS era necessário que ele se deslocasse até um dos postos de atendimento da previdência social para poder fazer perguntas e tirar dúvidas.

Sendo preciso muita das vezes passar horas e horas à espera de uma vaga disponível.

Porém, hoje esse serviço mudou, e é possível agora que a consulta do seu pagamento INSS seja feita de forma online, simples e rápida.

A primeira opção para realizar a consulta é por meio do site oficial da previdência social.

Ao entrar no site, procure a parte “INSS”. Em seguida, procure em seus serviços a opção “histórico de pagamento de benefício”.

Por meio do link online você já vai diretamente para o serviço https://www.inss.gov.br/servicos-do-inss/extrato-de-pagamento-de-beneficio/.

Clicando na página, procure a opção “emitir extrato”.consulta de pagamentos inss

Você será automaticamente redirecionado para o Meu INSS. Lá procure a opção “extrato previdenciário CNIS”.

Faça um login e emita o documento apresentando o número do benefício, sua data de nascimento, o nome do beneficiário e o número do seu CPF.

Prontinho. Sua consulta será realizada com sucesso.

consulta pagamentos inss

Fora a opção online, você poderá realizar também a consulta pelo meio telefônico, basta ligar para a central de atendimento da previdência através do número 135.

E caso não possua contato com nenhum desses meios de consulta apresentados, ainda será preciso que você compareça presencial a um dos postos de atendimento do INSS.

Pronto! Você já aprendeu a realizar sua consulta sobre seus pagamentos perante a Previdência Social.

Caso você esteja com dúvidas de como realizar a consulta de pagamento via Meu INSS, você pode verificar aqui: http://www.saibaseusdireitos.org/meu-inss-consulte-seu-beneficio/

CONSULTA DE PAGAMENTO PELO APLICATIVO DA CAIXA

A caixa disponibilizou para os seus clientes um aplicativo chamado de caixa trabalhador.

Então, quer saber como anda sua conta, fazer movimentações, realizar pagamentos, fazer transferências ou apostar no loteria? É muito simples. Baixe agora o seu APP.

O aplicativo já está disponível no APP store e no GOOGLE play.

Nele você poderá consultar todos os pagamentos que são de responsabilidade da Caixa Econômica Federal.

INSS

Em caso de dúvidas sobre a consulta de pagamentos, vá direto à uma agência do INSS.

TABELA E CALENDÁRIO DE PAGAMENTO INSS

Além de realizar a consulta de pagamentos do INSS, é importante que o segurado também conheça a tabela de pagamentos.

A tabela de pagamento do INSS é disponibilizada por meio de um calendário emitido anualmente para os contribuintes e beneficiários da previdência.

Esse calendário informar as datas disponíveis para a realização do saque do benefício previdenciário.

Benefícios esses como aposentadoria, auxílio-doença, auxílio-acidente, salário-maternidade, pensões e etc.

E para que você saiba dentro do calendário qual a data certa para o saque do seu benefício é só analisar no seu cartão da previdência o último número do seu benefício.

O pagamento é feito pelo calendário por ordem de 1 a 0.

Uma dica; o calendário sempre estará disponível no site do INSS. Por isso, ao visualizar a imagem pela primeira vez, tire um print e a guarde com você. Possuindo a imagem salva, é mais fácil de que você não esqueça de sempre visualizar a data do seu pagamento.

Portando, tenha conhecimento sobre o calendário e fique sempre atento, para não correr o risco de ir sacar o seu benefício, mas o mesmo ainda não está disponível.

Para o ano de 2018, os pagamentos começaram a ser feitos em 25 de janeiro e vão até o dia 7 de dezembro.

saiba mais sobre a tabela do INSS 2018 aqui.

QUEM PODE RECEBER OS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

Terá direito a receber os benefícios previdenciários qualquer pessoa que possua mais de 16 anos de idade, ou os seus tutores, procuradores ou os representantes legais.

Para saber se tem direito ou não, é primeiro necessário que se faça a consulta de pagamentos, para saber o valor e a data de quando irá receber os seus benefícios.

Caso tenha qualquer dúvida sobre o assunto, você sempre pode ligar 135 e se informar melhor sobre o assunto.

FAÇA SUA CONSULTA DE PAGAMENTOS NO MEU INSS 

Para quem ainda não conhece, o meu INSS é um portal feito exclusivamente pela previdência social para facilitar a vida dos seus contribuintes e realizar a consulta de pagamentos.

Por lá é mais fácil e rápido de obter qualquer informação sobre contribuição, perícias, agendamentos, benefícios, pagamentos, localização de agências e muito mais.

O portal está disponibilizado por meio desse link: www.meu.inss.gov.br. Além de já se encontrar disponível também por meio de aplicativo celular.

Nos dois casos você deverá realizar um login para poder ter acesso a maioria dos serviços.

O login deve ser feito mediante a resposta de um questionário feito pelo site. Em seguida, um atendente do INSS lhe ligará para poder confirmar os seus dados e lhe dirá uma senha provisória.

Essa senha deve ser alterada no primeiro momento seguinte ao do acesso ao site ou aplicativo.

Guarde os seus dados do login e não os forneça a estranhos, pois por meio do portal, a pessoa terá acesso a muitas informações pessoais do segurado.

Para qualquer dúvida na hora de manusear o portal é só entrar em contato com a central, ligando para o 135.

pagamento INSS

Você também sempre pode ligar 135 para tirar qualquer dúvidas.

COMO SACAR OS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

Após realizado a consulta de pagamentos do INSS, o momento mais esperado para quem é segurado é o momento de sacar os valores do seu benefício.

Para que isso ocorra, você deve se deslocar até uma das agências da Caixa Econômica Federal, portando seus documentos de identificação e o cartão magnético da previdência social.

O cartão magnético é concedido de forma gratuita ao trabalhador e em regra, deve ser pessoal ou intransferível.

Esses documentos de identificação utilizados para o saque podem ser; RG, carteira de trabalho, carteira de motorista, passaporte e etc.

Mas fora esses, obrigatoriamente você deverá legar o número de inscrição do seu PIS/PASEP.

Bom, caso chegue o dia e você não tenha como comparecer para sacar o benefício, mas necessita dos valores disponibilizados, nomeie um procurador.

O procurador pode ser autorizado em qualquer dos postos de atendimento do INSS.

Após ter a nomeação concedida, essa pessoa terá pleno direito para sacar o seu benefício.

Apenas tenha cuidado em relação a isso, pois hoje em dia a fraude em relação aos benefícios da previdência estão cada vez maiores.

Lembre-se sempre sempre de consultar seu CNIS.

BENEFÍCIOS CONCEDIDOS PELO INSS A POPULAÇÃO

Se você ainda não fez sua consulta de pagamentos, e ainda está em dúvida qual benefício tem direito, é importante que você conheça os diferentes benefícios oferecidos pela Previdência.

São dezenas de benefícios apresentados pelo INSS. Se fossemos falar de todos seria preciso de inúmeras outras páginas.

Como sabemos que a população apresenta preferência por alguns, iremos explicar quais são e mostrar todos os requisitos para a sua concessão.

  • Aposentadoria

Dentro da aposentadoria, existem várias outras espécies que dela derivam.

A aposentadoria especial é aquela que tem como amparo os trabalhadores que exerceram atividade laborativa em locais que ameaçam sua integridade física ou sua saúde.

O tempo de trabalhador para conceder o benefício varia de 15 a 25 anos. O tempo exato é dado com base no tipo de atividade que você exercia.

Para requerer a aposentadoria especial é necessário apresentar um documento que comprove a sua exposição a algum agente considerado pela lei como nocivo. Esses agentes podem ser químicos, físicos ou biológicos.

A aposentadoria por idade é pedida a partir dos 65 anos de idade para o homem e dos 60 anos de idade para a mulher. Fora a idade, é preciso que os dois tenham cumprido o período mínimo de contribuição, denominado como período de carência. Esse período equivale a 180 meses.

É possível nesse tipo a entrada do fator previdenciário, mas, desde que ele favoreça o trabalhador.

A aposentadoria por tempo de contribuição já é outra modalidade que leva em conta o tempo que o trabalhador passou contribuindo para a previdência social.

Para os homens é necessário, 35 anos de contribuição e para as mulheres, 30 anos. Portanto, como o que se leva em conta é o tempo de contribuição, não há que se falar em idade mínima.

Além de que esse tipo de aposentadoria pode ser concedido e mesmo assim o cidadão continuar trabalhando.

Por fim, a aposentadoria por invalidez é destinada aos trabalhadores que sofreram alguma doença ou acidente decorrentes do seu exercício laboral. E a partir disso não puderam mais trabalhar ou ser reabilitado.

Lembrando que para ganhar essa aposentadoria é necessário realizar uma perícia para que o médico confirme o laudo e encaminhe ao INSS.

Fora que o pagamento do benefício é dado enquanto perdurar a enfermidade, por isso, a perícia acontece obrigatoriamente de 2 em 2 anos.

Caso você não realize a atualização de perícia, o benefício pode ser cancelado.

  • Pensão por morte

Esse benefício é um pouco diferente, já que quem o recebe não é o segurado/contribuinte, diferente dos demais.

Nesse caso, o segurado faleceu, com isso, será encaminhado à família do trabalhador o direito de receber os valores que futuramente seriam dele.

O único requisito para a família receber o benefício é que no momento da morte, o cidadão não tenha parado de contribuir, ou seja, esteja em pleno exercício das suas atividades de contribuinte.

  • Auxílio-acidente

O auxílio-acidente é dado ao cidadão que sofreu um acidente que lhe deixou sequelas, mas não incapacitado para exercer a atividade laborativa, já que, se isso ocorrer, o benefício adequado seria a aposentadoria por incapacidade.

Para ter direito ao benefício, você deve estar na qualidade de segurado e será deixado de ser pago quando o trabalhador se aposentar.

Portanto, mesmo que o cidadão volte ao trabalho, continua a receber o benefício, como um meio de lhe ajudar por ter reduzido sua capacidade.

  • Salário-maternidade

Benefício concedido as mamães que acabaram ter seus filhos ou realizaram o procedimento de adoção.

O salário-maternidade dura um período de 120 dias.

No caso das empregadas celetistas, o benefício é pago pelo empregador, que em momento posterior será ressarcido pela previdência social.

Em caso de dúvidas sobre como consultar seus pagamentos no INSS, deixe sua pergunta nos comentários abaixo.

 

Compartilhar com amigos:

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário