rg ric

O Governo Federal buscava já há alguns anos a criação de um novo documento de identificação que substituísse o RG, CPF e o título de eleitor, colocando os três documentos em um só.

Conhecido como RIC – registro de identidade civil, esse documento já está liberado.

Ou seja, a burocracia para a emissão desses documentos irá diminuir, pois agora existe a compilação de 3 em 1, facilitando assim a vida do cidadão brasileiro.

Foi por conta das novas tecnologias antifraude que esse documento pôde nascer.

Ele é semelhante a um cartão de crédito, na medida em que as informações do RIC do cidadão estarão colocadas dentro de um chip eletrônico fixado no cartão.

Porém, fora os números dos documentos do RG, CPF e títulos de eleitor, nesse cartão estará exposto o nome do cidadão, o seu sexo, data de nascimento, altura, nacionalidade, impressão digital e assinatura.

Além de informar em um campo de observações o tipo sanguíneo do indivíduo e se o mesmo é doador de órgãos

NOVO RG – RIC: O QUE É?

Por conta das altas taxas de golpes no país que são realizadas todos os anos com documentos de outras pessoas, como empréstimos, compras e etc., é importante você ter uma segurança e um documento que não permite falsificação.

Essa é uma forma do brasileiro se sentir protegido e seguro.

Com base nisso, aqueles que puderem aderir logo ao novo modelo do documento de identidade, o RIC, já estarão protegidos.

O RIC torna mais difícil qualquer ato de fraude ou falsificação.

Já que a sua grande diferença é o chip de identificação que acaba por colocar o Registro Geral na mesma linha de segurança do passaporte, que usa uma tecnologia semelhante a essa.

Mas caso esse documento seja furtado, não tem problema, com o rastreador implantado no chip você conseguirá localizar o seu documento.

Outra novidade nesse novo documento é a sua taxa de emissão que o Governo Federal irá cobrar no valor de R$ 10 (dez reais).

Na época da implementação da ideia, o Governo tinha alegado que o documento seria gratuito, porém, hoje afirma que o dinheiro pago é preciso para poder estabilizar o investimento realizado por eles.

novo rg ric

NOVO RG – RIC: A PARTIR DE QUANDO POSSO TIRAR?

O novo registro geral já está disponível por todo o país desde esse ano de 2017.

Passou por um longo período de reajuste e implementação, até porque era preciso ajustar o seu sistema ao sistema tecnológico do cartório e de todos os outros locais que emitem documento de identificação.

COMO AGENDAR O SERVIÇO

Assim como era possível o serviço de agendamento do antigo RG, será possível para o do RIC.

Para realizar o agendamento, entre no site do órgão responsável pela emissão em seu Estado e escolha a data que mais será disponível para você.

Esse serviço acaba por juntar duas facilidades em uma; a comodidade do agendamento, mais a emissão de 3 documentos diferentes em 1 só.

Ou seja, o Governo procura a todo tempo agilizar os seus serviços da melhor forma e ajudar a vida dos seus habitantes.

emissão do novo registro geral

COMO REALIZAR SUA EMISSÃO

O conselho dado por nós é que quem já vai precisar tirar uma nova carteira de identidade por motivo de vencimento da antiga ou quem vai tirar pela primeira vez já pode tirar o novo RG.

Daqui a algum tempo esse documento será obrigatório para todos, então, quanto mais cedo tirar o seu, mais tranquilo e seguro estará.

E para realizar a sua emissão é só ir no próprio cartório de seu Estado ou em alguns locais da justiça. Esses dois locais já estão autorizados a emitir o RIC.

Lembre apenas de verificar se esse novo modelo já chegou na sua região para que você não dê volta perdida.

QUAIS SÃO AS MELHORIAS TRAZIDAS PELO RIC?

O novo RG traz muitas melhorias que visam evitar que o cidadão brasileiro sofra falsificação e fraude do seu documento.

Seus dados, portanto, estarão armazenados dentro de um chip (incluindo a sua impressão digital).

E por já vir com a impressão digital, torna possível que o cidadão realize transferências e assinaturas de contrato. Tudo de forma online.

Outros dispositivos de segurança são;

  1. Código de identificação do usuário em padrão internacional
  2. O relevo tátil
  3. Imagens vistas apenas por refração de luz ultravioleta
  4. Imagens que são vistas apenas de determinado ângulo. Essa imagem revela a foto, estado de origem, assinatura do cidadão e o número seu RIC
  5. Dispositivo que projeta no cartão um holograma do governo brasileiro
  6. Caracteres que são gravadas com laser, ou seja, não existe a perfuração no cartão com tinta (dificulta a adulteração do documento ainda mais).

Em caso de dúvidas sobre o texto é só mandar sua pergunta para a nossa equipe pelos comentários abaixo ou por e-mail.

Compartilhar com amigos:

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário