Perfis falsos, links maliciosos e maquininhas fraudadas: como evitar golpes no ‘Esquenta Black Friday’?

A tão aguardada Black Friday está se aproximando rapidamente, com a data marcada para 24 de novembro. É o momento em que os consumidores encontram ofertas irresistíveis e descontos incríveis em uma ampla gama de produtos, seja nas vitrines, na televisão, nos celulares ou online. No entanto, é importante estar ciente de que junto com essas grandes oportunidades também surgem os criminosos, prontos para tirar proveito da distração dos consumidores durante esse evento promocional.

Uma das estratégias utilizadas pelos golpistas durante a Black Friday é a chamada “manipulação social”. Essa tática consiste em enganar as vítimas manipulando-as para obter informações confidenciais, que podem ser usadas para roubar dados e dinheiro. As fraudes ocorrem de diversas maneiras, como por meio de páginas falsas que simulam sites de compras online, promoções falsas enviadas por e-mail, SMS ou WhatsApp com links maliciosos e perfis falsos nas redes sociais que se escondem por trás de anúncios patrocinados.

Para dar credibilidade aos produtos que estão sendo vendidos ilegalmente, os golpistas usam depoimentos falsos de supostos compradores e até mesmo bancos internacionais de fotos e vídeos. É crucial estar atento a sinais óbvios de fraude: preços muito mais baixos do que o normal no mercado são um indício claro de que algo está errado. Além disso, desconfie se o vendedor pressioná-lo para fazer a compra imediatamente ou se não houver evidências visuais confiáveis dos resultados obtidos com os produtos.

Fique atento às dicas da Febraban

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) elaborou uma lista de dicas e melhores práticas para ajudar os consumidores a evitarem cair nesses golpes durante a “Preparação para a Black Friday”. Alguns itens dessa lista incluem:

Ao fazer compras online, sempre prefira sites conhecidos e confiáveis. Caso opte por um site desconhecido, verifique sua reputação em páginas de reclamações como o Reclame Aqui.

Nunca forneça informações pessoais ou números de cartão de crédito ao fazer compras em computadores públicos ou dispositivos compartilhados.

Verifique cuidadosamente as opções de pagamento oferecidas pelo comércio eletrônico e desconfie se houver poucas opções disponíveis.

Sempre verifique as políticas de troca e devolução da loja antes de finalizar a compra.

Além disso, é importante ser cauteloso ao usar as redes sociais em busca de ofertas. Desconfie de promoções com preços muito abaixo do valor real do produto, pois essa pode ser uma estratégia usada pelos criminosos para coletar informações pessoais. Verifique sempre se as páginas têm selos de autenticidade, um número adequado de seguidores e comentários confiáveis.

Por fim, quando fizer compras online com cartão de crédito, é recomendável utilizar cartões virtuais. Ative também o serviço de notificação de transações oferecido pela empresa do seu cartão, para receber alertas imediatos sobre qualquer movimentação suspeita.

Em resumo, aproveite as oportunidades imperdíveis da Black Friday, mas esteja atento aos golpes. Seguindo as dicas fornecidas pela Febraban, você poderá fazer compras seguras e aproveitar ao máximo esse evento promocional. Fique atento aos sinais de fraude e proteja-se contra possíveis armadilhas durante suas compras!

Notícia:A tão aguardada Black Friday está se aproximando rapidamente, com a data marcada para 24 de novembro. É o momento em que os consumidores encontram ofertas irresistíveis e descontos incríveis em uma ampla gama de produtos, seja nas vitrines, na televisão, nos celulares ou online.
Golpes:Os golpistas utilizam a “manipulação social” para enganar as vítimas e obter informações confidenciais. Eles criam páginas falsas, enviam promoções falsas por e-mail, SMS ou WhatsApp e usam perfis falsos nas redes sociais.
Dicas:– Prefira sites conhecidos e confiáveis ao fazer compras online.
– Não forneça informações pessoais ou números de cartão de crédito em computadores públicos.
– Verifique as opções de pagamento oferecidas pelo comércio eletrônico.
– Verifique as políticas de troca e devolução da loja antes de finalizar a compra.
– Desconfie de promoções com preços muito abaixo do valor real do produto nas redes sociais.
– Utilize cartões virtuais e ative o serviço de notificação de transações.

Com informações do site InfoMoney.

Categorizado em: