Relação com streamings: como o consumidor lida com a crescente alta dos preços

As plataformas de streaming estão passando por mudanças que afetam diretamente a relação dos consumidores com os serviços. O aumento dos preços e a presença de anúncios estão levando os usuários a repensar se vale a pena investir nesses serviços.

Com o surgimento das plataformas de transmissão via internet, assistir filmes e séries tornou-se mais fácil e prático. No entanto, o fim do compartilhamento de senhas e o lançamento de planos com anúncios como opções mais baratas estão gerando questionamentos nos consumidores.

A Netflix, considerada uma das pioneiras no mercado, está sendo vista como vilã nessa história. Além disso, outras plataformas também estão chamando a atenção pelos aumentos nos preços.

Para entender melhor a situação, é importante comparar os preços das principais plataformas de streaming disponíveis no Brasil:

– Apple TV+: passou de R$ 14,90 para R$ 21,90 após aumento em outubro de 2023.

– HBO Max: o preço subiu de R$ 27,90 para R$ 34,90 após aumento em fevereiro de 2023.

– Prime Video: manteve o preço em R$ 14,90 durante todo o ano de 2023.

– Disney+: teve seu preço alterado de R$ 27,90 para R$ 33,90 depois do aumento ocorrido em abril de 2023.

– Star+: sofreu um acréscimo, passando de R$ 32,90 para R$ 40,90 a partir do mesmo período.

– Combo Disney+ e Star+: teve um reajuste nos valores e agora custa R$ 55,90 após ter aumentado a partir de abril de 2023.

– Globoplay: o valor se manteve em R$ 24,90 durante todo o ano de 2023.

– Netflix: embora não tenha tido aumento nos preços, o plano básico foi descontinuado. Agora existem opções com anúncios por R$18,90 e sem anúncios por R$39,90.

Com essas alterações nos preços das assinaturas, os consumidores se encontram em uma posição delicada. Eles precisam decidir entre pagar mais caro ou lidar com anúncios em suas experiências de consumo. Luane Mota, uma jovem consumidora que utiliza várias plataformas de streaming, está preocupada com os aumentos nos preços. Para ela, é difícil ter acesso a todo o conteúdo desejado quando os preços estão cada vez mais altos. Além disso, Luane considera frustrante ter que lidar com anúncios nas plataformas de streaming depois de ter abandonado a televisão tradicional para evitar interrupções comerciais.

Diante desse cenário, os consumidores precisam avaliar cuidadosamente qual plataforma atende melhor às suas necessidades e expectativas. O preço, a disponibilidade do conteúdo desejado e a relação custo-benefício devem ser considerados na hora de escolher um serviço de streaming.

PlataformaPreço (a partir de abril de 2023)Observações
Apple TV+R$ 21,90Aumento em outubro de 2023
HBO MaxR$ 34,90Aumento em fevereiro de 2023
Prime VideoR$ 14,90Preço mantido em 2023
Disney+R$ 33,90Aumento em abril de 2023
Star+R$ 40,90Aumento em abril de 2023
Combo Disney+ e Star+R$ 55,90Aumento em abril de 2023
GloboplayR$ 24,90Preço mantido em 2023
NetflixR$ 18,90 (com anúncios) ou R$ 39,90 (sem anúncios)Plano básico descontinuado

Com informações do site Minha Operadora.

Categorizado em: