A inflação ao consumidor nos Estados Unidos permanece estável em outubro, abaixo das expectativas

A inflação ao consumidor nos Estados Unidos permaneceu estável em outubro, de acordo com o relatório divulgado pelo Departamento do Trabalho dos Estados Unidos. O índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou um aumento de 0,0% em relação a setembro, ficando aquém das expectativas do consenso da Refinitiv, que projetava um aumento de 0,1% na leitura mensal e uma inflação anual de 3,3%.

Os dados ajustados sazonalmente revelaram um crescimento de 3,2% em relação ao mesmo período do ano anterior. No entanto, uma análise mais detalhada mostrou que a inflação básica, que exclui as variações alimentares e energéticas, teve um aumento mensal de 0,2%, em comparação com 0,3% registrado em setembro. Em termos anuais, houve um crescimento de 4,0% nessa leitura.

Embora os preços da gasolina tenham caído durante o mês de outubro, resultando em uma diminuição de 2,5% no índice energético, o aumento no índice habitacional compensou essa redução e manteve o índice geral ajustado estável ao longo do mês. O índice da gasolina caiu 5,0%, enquanto os outros preços energéticos registraram aumentos.

No setor alimentício, o índice alimentar teve um acréscimo de 0,3% em outubro, seguindo um aumento de 0,2% no mês anterior. Os alimentos consumidos em casa apresentaram um crescimento de 0,3% durante o mês, enquanto os alimentos consumidos fora de casa tiveram um aumento de 0,4%.

Em resumo, o relatório do IPC nos Estados Unidos aponta para uma estabilidade nos preços ao consumidor em outubro, abaixo das expectativas. No entanto, é importante observar que a inflação básica continuou a se fortalecer e as variações nos preços dos alimentos e da energia foram fatores importantes nesse contexto. O relatório oferece uma visão abrangente do cenário econômico atual nos Estados Unidos e fornece insights sobre as tendências futuras dos preços ao consumidor no país.

Índice de Preços ao Consumidor (IPC) nos EUAOutubro 2021
Variação mensal0,0%
Variação anual3,2%
Inflação básica mensal0,2%
Inflação básica anual4,0%
Variação no índice energético-2,5%
Variação no índice habitacional+
Variação no índice alimentar0,3%
Variação alimentos consumidos em casa0,3%
Variação alimentos consumidos fora de casa0,4%

Com informações do site InfoMoney.

Categorizado em: