INSS emite comunicado sobre limitação das taxas de juros para aposentados

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) emitiu um comunicado de extrema relevância para os aposentados, informando sobre uma nova resolução que limita as taxas de juros para benefícios concedidos pela agência. O comunicado foi publicado recentemente no Diário Oficial da União, causando grande satisfação entre os beneficiários.

A resolução em questão, denominada Resolução N° 1.356 do CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social), estabelece uma taxa máxima mensal de 1,91% para empréstimos consignados concedidos aos beneficiários de pensões. Já as operações realizadas com cartões de crédito e cartões de benefícios consignados terão uma taxa máxima de 2,83%. Essa decisão foi tomada durante uma reunião do Conselho na última quinta-feira, com 14 votos a favor e apenas um contra. Importante destacar que essa redução nas taxas afetará somente novos contratos, não interferindo nos acordos já existentes.

Essa medida foi baseada principalmente na recente redução da taxa Selic pelo Copom do Banco Central em 0,5%. Após sete períodos consecutivos sem alterações, essa redução marca o maior período em que a taxa Selic permaneceu inalterada desde junho de 2019, quando se manteve estável em 6,50% ao longo de 10 reuniões, quase um ano. Desde agosto de 2020, a taxa não havia sofrido nenhuma redução significativa, permanecendo em 2%.

Devido a esse cenário favorável, o Ministério da Previdência Social decidiu agir e propor a nova limitação nas taxas de juros para os benefícios previdenciários. Essa medida visa proporcionar maior solidez financeira aos aposentados, reduzindo os custos com empréstimos e outros serviços financeiros.

INSS: conheça a data de fundação do Instituto Nacional do Seguro Social

Respondendo à pergunta sobre a data de fundação do INSS, vale destacar que o Instituto Nacional do Seguro Social foi criado em 27 de junho de 1990, por meio do Decreto N° 99.350. Trata-se de uma autarquia vinculada ao Ministério da Previdência Social e Assistência.

Em resumo, o INSS divulgou uma resolução importante sobre as taxas de juros aplicadas aos beneficiários da agência. Essa medida traz benefícios aos aposentados, proporcionando mais vantagens financeiras e reduzindo os encargos com empréstimos e cartões de crédito. A decisão foi tomada levando em consideração o cenário econômico atual e a recente redução da taxa Selic pelo Banco Central.

Notícia
O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) emitiu um comunicado de extrema relevância para os aposentados, informando sobre uma nova resolução que limita as taxas de juros para benefícios concedidos pela agência.
A resolução estabelece uma taxa máxima mensal de 1,91% para empréstimos consignados concedidos aos beneficiários de pensões. Já as operações realizadas com cartões de crédito e cartões de benefícios consignados terão uma taxa máxima de 2,83%.
A medida foi baseada na recente redução da taxa Selic pelo Copom do Banco Central em 0,5%. O objetivo é proporcionar maior solidez financeira aos aposentados, reduzindo os custos com empréstimos e outros serviços financeiros.

Com informações do site TV Foco.

Categorizado em: