Juiz é suspenso após se negar a ser chamado de “Vossa Senhoria” durante audiência virtual

No interior de Santa Catarina, mais precisamente em Xanxerê, um juiz do 12º Tribunal Regional do Trabalho foi suspenso após se negar a ser chamado de “Vossa Senhoria” durante uma audiência virtual. O incidente ocorreu no dia 14 de novembro e, desde então, tem gerado polêmicas.

O vídeo da audiência mostra o juiz substituto gritando com um homem identificado como Leandro, a quem ele chama de “bocazas”. A discussão teve início quando o juiz enfatizou que a testemunha deveria se dirigir a ele utilizando o termo “Vossa Senhoria”. No entanto, Leandro se desculpou e afirmou que não era obrigado a tratá-lo dessa forma.

Diante da atitude de Leandro, o juiz declarou que não consideraria seu depoimento e continuou a gritar com ele, utilizando o termo pejorativo “bocazas”. Os moderadores da sala virtual decidiram remover Leandro da audiência.

Agressividade e falta de respeito geram repercussão

Após ter expulsado a testemunha virtualmente, o juiz justificou suas ações, atribuindo-as à “falta de modos” e à “grosseria” demonstrada por Leandro. Essa atitude agressiva não passou despercebida pela Ordem dos Advogados do Brasil seção Santa Catarina (OAB-SC), que publicou um comunicado exigindo medidas urgentes diante do comportamento inadequado do juiz Kismara Brustolin em relação a advogados, partes envolvidas no processo e testemunhas.

Suspensão das audiências e investigação das irregularidades

Em resposta às críticas e ao pedido da OAB-SC, a presidência e o comitê regional de supervisão do Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina decidiram suspender todas as audiências conduzidas pelo juiz imediatamente. Isso acontecerá até que sejam investigadas as irregularidades cometidas por ele, ou até que um profissional médico possa recomendar a sua volta às atividades.

Reflexões sobre o comportamento no judiciário

Esse incidente gera questionamentos tanto sobre o comportamento dos juízes quanto sobre as regras de etiqueta durante audiências virtuais. Levando em consideração valores como respeito, educação e bom trato, é necessário refletir sobre a postura adequada a ser adotada pelos profissionais do judiciário. Afinal, garantir um ambiente cordial e respeitoso é essencial para o bom andamento do sistema jurídico como um todo.

Resumo da Notícia
No interior de Santa Catarina, um juiz do 12º Tribunal Regional do Trabalho foi suspenso após se negar a ser chamado de “Vossa Senhoria” durante uma audiência virtual. O incidente ocorreu no dia 14 de novembro e tem gerado polêmicas.
O juiz substituto gritou com um homem identificado como Leandro durante a audiência virtual. A discussão começou quando o juiz exigiu que a testemunha o tratasse como “Vossa Senhoria”, mas Leandro se recusou.
O juiz declarou que não consideraria o depoimento de Leandro e continuou a gritar com ele, utilizando termos pejorativos. Leandro foi removido da audiência pelos moderadores.
A Ordem dos Advogados do Brasil seção Santa Catarina (OAB-SC) exigiu medidas diante do comportamento inadequado do juiz. Em resposta, o Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina suspendeu as audiências conduzidas pelo juiz até que sejam investigadas as irregularidades cometidas por ele.
O incidente levanta questionamentos sobre o comportamento dos juízes e as regras de etiqueta durante audiências virtuais. É necessário refletir sobre a postura adequada a ser adotada pelos profissionais do judiciário para garantir um ambiente cordial e respeitoso.

Com informações do site G1.

Categorizado em: