A Polícia Federal prende quadrilha familiar por fraudes milionárias no INSS em Redenção, Pará

A Polícia Federal prendeu uma quadrilha ‘familiar’ em Redenção, no sul do Pará, na manhã de sexta-feira, 15 de março. O grupo é acusado de causar um prejuízo milionário com fraudes relacionadas aos benefícios do INSS. As prisões ocorreram durante a Operação Ceifa do Joio.

Segundo as investigações, os três membros da família detidos são suspeitos de criar CPFs falsos e outros documentos ilícitos para solicitar o Benefício de Prestação Continuada (BPC) destinado a idosos de baixa renda. Estima-se que o esquema fraudulento tenha causado um rombo de R$ 2,5 milhões aos cofres públicos.

Durante a operação policial, foram apreendidos 43 cartões de benefícios em nomes de terceiros com indícios de fraude, quatro caminhonetes, uma motocicleta, um automóvel, R$11.000 em espécie, 43 peças possivelmente feitas de ouro, duas armas legais e uma ilegal. Além disso, foram encontradas evidências de pagamentos envolvendo os suspeitos, cujo desfecho permanece em investigação pelas autoridades competentes.

Ação para coibir fraudes e recuperar recursos desviados

A Polícia Federal planeja adotar medidas para anular os CPFs e benefícios fraudulentos criados pela quadrilha, bem como para recuperar os valores desviados. A gravidade desses crimes ressalta a importância do combate a atividades criminosas que prejudicam não apenas os recursos públicos, mas também afetam diretamente os beneficiários legítimos do INSS.

Diante desse cenário alarmante, é fundamental que a sociedade se mantenha vigilante e denuncie irregularidades aos órgãos competentes. Essa colaboração é essencial para garantir a lisura e eficácia dos programas sociais destinados à proteção dos mais vulneráveis.

O compromisso com a transparência e o combate à corrupção deve ser uma prioridade constante para preservar o bem-estar social e a integridade dos sistemas previdenciários. A confiança nas instituições públicas e nos sistemas de proteção social depende da ação firme e imparcial no combate a práticas delituosas como as desvendadas nessa operação da Polícia Federal.

LocalRedenção, Pará
Suspeitos Detidos3 membros de uma família
Prejuízo EstimadoR$ 2,5 milhões

Com informações do site Itatiaia.

Categorizado em: